Sérgio Vieira + Aprendizes do Ócio
(1976)


Harmonias,
papiermaché
medidas variáveis,

Sérgio Vieira reside em Abrantes, cidade onde nasceu em 1976.
Em 2002 concluiu a licenciatura em Artes Plásticas na ESAD-CR — Escola Superior de Artes e Design, em Caldas da Rainha. Como artista, os seus meios de expressão estendem-se do desenho ao vídeo, passando pela escultura, pintura e ilustração.
Paralelamente, desde 1997, dedica-se ao ensino das artes visuais.
Colaborando assiduamente com a Associação Cultural Palha de Abrantes, nos últimos anos tem-se concentrado sobretudo no desenvolvimento de projectos de âmbito artístico e educativo, envolvendo crianças e jovens. Mais recentemente, iniciou um trabalho em parceria directa com os mais novos, explorando as possibilidades que a complementaridade intergeracional proporciona na criação de obras de autoria partilhada.

Exposições Individuais:
- Desenhos Pára-quedas e de Piloto-automático, Galeria São Bento, Lisboa, 2007.
- Cordilheiras dum Sismógrafo de Coração, Cirurgias Urbanas, Porto, 2007.
- Desenhos Desespertos Desinteligentes, Galeria Municipal de Abrantes, 2007.

Exposições Colectivas:
- Novo Novo México, Sr. Chiado, Abrantes, 2013.
- Anonymous Drawings - Blütenweiss selection, alt_cph 2009 - Copenhagen’s Alternative Artfair, Cope-nhaga, 2009.
- åbroïderij! HA! – International Graphic Arts Exhibition, Bedeteca de Lisboa, Maus Hábitos e Casa da Animação, 2009.
- Furacão Mitra, INTERPRESS, Lisboa,, 2008.
- Anonymous Drawings - Blütenweiss selection, 4th Berliner Kunstsalon, Berlin, 2007.
- Tropa Macaca – Um ano de ilustração portuguesa, Bedeteca de Lisboa, 2007.
- Mistética – abordagem poética dos fenómenos, Residência Artística subordinada à Arte e Ciência, CEN-TA, Vila Velha de Ródão, 2006.
- Ananil - Encontro da Arte com a Natureza, Oficinas do Convento, Convento de S. Francisco, Montemor--o-Novo, 2005.
- O Médico da Aldeia (com o Colectivo Psicoplástico), Pavilhão 21C, Hospital Júlio de Matos, Lisboa, 2004.
- El Médico Del Pueblo (com o Colectivo Psicoplástico), Galeria La Xina Art, Barcelona, 2003.
- O Barraquim da Conspiração II (com o Colectivo Psicoplástico), FIAR – Festival Internacional de Artes de Rua, Palmela, 2003.

In catálogo da Exposição - 100 ANOS DE ARTES PLÁSTICAS EM ABRANTES, 10 SETEMBRO A 21 OUTUBRO 2016, Município de Abrantes.

 

0
0
0
s2sdefault