Órgão de tubos de Dornes

 

 

 

O órgão de tubos do Santuário de Nossa Senhora do Pranto é um instrumento com características únicas. Com autoria desconhecida, foi construído no século XVIII e foi provavelmente trazido de outra igreja ou mosteiro para Dornes. Esteve várias décadas em silêncio devido ao estado degradado natural do tempo, porém a maioria dos 715 tubos permaneciam no seu interior. No dia 11 de Janeiro de 2000 foi assinado o protocolo de restauro entre o então Instituto Português do Património Arquitetónico (IPPAR) e a Igreja de Dornes em cerca de 12 mil contos divididos pelas duas entidades. Em 2001 começaram os trabalhos de recuperação deste órgão da responsabilidade do mestre organeiro Pedro Guimarães.

 

Assinatura do protocolo

 

 

 

 

 

 

Assinatura do Protocolo de restauro do órgão de tubos de Dornes entre o IPPAR, representado pelo seu presidente e a Igreja de Dornes, representada pelo Padre Artur Mendonça das Neves.

  

Desmontagem do órgão

O restauro do órgão de tubos foi entregue pelo IPPAR e Igreja de Dornes à empresa Oficina/Escola de Organaria sob a responsabilidade do Mestre Organeiro Eng. Pedro Guimarães.

 

 

 

 

Montagem

 

Depois de alguns dias de montagem de todos os tubos e do novo sistema de foles, afinados os 715 tubos, estava finalmente tudo pronto para se escutar de novo o Órgão de Tubos de Dornes.

 

 

 

 

A inauguração do restauro do instrumento ocorreu nos dias 3 e 4 de novembro de 2001

 

In: http://orgao-dornes.blogspot.pt/

 

 

 

0
0
0
s2sdefault