A Biblioteca Municipal José Cardoso Pires surge no seguimento da celebração de um contrato-programa entre o IPLB (substituído pela DGLB) e a Câmara Municipal de Vila de Rei.

Inaugurada em 26 de Outubro de 2008, por sua excelência o Sr. Presidente da República Portuguesa, Professor Aníbal Cavaco Silva, é uma instituição multifacetada, pretendendo dar cumprimento aos objectivos do Manifesto da Unesco para as Bibliotecas Públicas, nomeadamente: a disponibilização de novos suporte, o empréstimo domiciliário e o acesso a novas tecnologias de informação, implementando e prosseguindo uma política de abertura à sociedade e democratização da cultura. Além disso, é também um repositório da memória histórica do concelho de Vila de Rei, em particular, e da Beira Baixa em geral, tendo à sua guarda uma diversidade de documentação que deu entrada nas suas instalações quer por via das incorporações legais a que está sujeita, quer por aquisição, depósito ou oferta de conjuntos documentais de particulares.

O edifício dispõe de duas salas de leitura, um pequeno auditório com capacidade para cerca de 60 lugares sentados, uma área de exposições temporárias e a Sala José Cardoso Pires, que contém todo o espólio doado pela família do escritor ao Município de Vila de Rei (biblioteca pessoal, prémios e também todas as edições das obras do escritor natural deste concelho).

Na sala de leitura de adultos encontra-se ainda o Centro de Estudos Padre João Maia, S.J. de onde constam muitos dos títulos assinados pelo sacerdote jesuíta natural do Monte Novo (localidade na freguesia de Fundada, concelho de Vila de Rei), bem como outras obras gentilmente cedidas pela Companhia de Jesus, relativas não só à sua própria história, mas também à de Portugal, incluindo outras monografias de interesse cívico e cultural.

Este equipamento cultural, fazendo parte da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, pretende oferecer um serviço de leitura pública a toda a população, independentemente da sua idade, profissão, nível educativo ou socioeconómico ou local onde resida, bem como cumprir as missões da Biblioteca Pública (Manifesto da UNESCO sobre Bibliotecas Públicas).

O programa “Rede Nacional de Bibliotecas Públicas” teve como prática inicial uma orientação pela ideia de que é necessário “diminuir as barreiras e as distâncias existentes entre grandes e pequenos centros” (…) pois alguém num pequeno centro “poderá ter as mesmas exigências, gostos e contingências que uma pessoa num grande centro urbano”. Por outro lado, o facto de aceitarmos a existência de um utilizador universal – sem estereótipos ou paradigmas – promove a valorização e aceitação da diversidade dos povos na senda dos valores sociais e democráticos de um estado de direito.

Para além da promoção das condições de igualdade no acesso à informação, às ideias e aos produtos da criação humana geral, um espaço cultural como a Biblioteca Municipal José Cardoso Pires no concelho de Vila de Rei, comporta um impacto social de um serviço ao nível educacional. Comporta igualmente um impacto na leitura e literacia pela disponibilização gratuita de informação em diferentes formas e suportes. Por outro lado ainda, a médio prazo, assumirá um papel educacional e económico para o concelho na medida em que potencia o conhecimento sendo essa uma arma para o progresso económico.

Na senda e apanágio de um estado democrático, fomenta-se a formação para a promoção de uma sociedade civil com maior intervenção.

Com uma média superior a seiscentos utilizadores por mês, a BM. JCP tem desenvolvido actividades lúdicas e educativas na senda da pretensão de contribuir para uma política de criação de novos públicos leitores e de combate à iliteracia, infoexclusão e aos baixos índices de conhecimento e leitura.

0
0
0
s2sdefault