Sardoal

Árvores Emblemáticas

O Sardoal possui diversas árvores emblemáticas, sendo que algumas são classificadas de interesse público em virtude do seu porte, desenho, idade e raridade (...)

Biblioteca Municipal de Sardoal

Inaugurada a 6 de dezembro de 1997, como Biblioteca Fixa n.º 176 da Fundação Calouste Gulbenkian, na presença dos Doutores Vasco Graça Moura, Armando Fernandes e Ana Gaiaz quadros superiores daquela fundação, funcionou nas instalações do antigo Externato Rainha Santa Isabel até março de 2007 (...)

Capela dos Barbilongos

Capela dos Barbilongos No século XVI era designada, pelos monges de barbas longas que ali viviam, por Nossa Senhora dos Barbilongos Localização: Andreus (...)

Caracterização do Município de Sardoal

O concelho de Sardoal, sendo um dos concelhos do Médio Tejo mais a norte do distrito de Santarém e no interior do País, faz fronteira a sul e a oeste com o concelho de Abrantes, a este com o concelho de Mação e a norte com o concelho de Vila de Rei (...)

Cozinha fervida

A Cozinha Fervida tem origem nos antigos hábitos alimentares das camadas mais desfavorecidas do povo rural, sendo um aproveitamento de sobras de outras refeições (...)

Desportos de Natureza

O prazer do contacto com a natureza através dos Desportos da Natureza tem crescido no nosso país Percursos: Na rota do javali PR1 SRD ABT - http://w ww.cm-sardoal.pt/images/CMS/Descobrir/De sportos_Natureza/Rota_Javali/desdobr%C3% A1velPR1_2015_novo.pdf (...)

Festa do Espírito Santo ou do Bodo

Festa do Espírito Santo ou do Bodo O Pentecostes (Festa do Espírito Santo) é celebrado 50 dias depois da Páscoa e, conforme comprovam vários registos, o Sardoal já a realizava antes de 1470 (...)

Filarmónicas de Sardoal

A 3 de Agosto de 1862 foi fundada a coletividade “Sociedade Filarmónica Sardoalense” e em Novembro de 1901 a “Sociedade Fraternidade Sardoalense” (...)

Heráldica da Freguesia de Alcaravela

BRASÃO: escudo de azul, dois lírios postos em pala e alinhados em faixa, o da dextra de ouro, florido de prata e o da sinistra de prata, florido de ouro. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco, com a legenda a negro: «ALCARAVELA». (...)

Heráldica da Freguesia de Santiago de Montalegre

BRASÃO: escudo de prata, dois ramos de pinheiro de verde, frutados do mesmo, postos em pala e alinhados em faixa; em chefe, uma vieira de vermelho; em campanha, ramo de oliveira de verde, frutado de negro (...)

Heráldica da Freguesia de Sardoal

BRASÃO: escudo de ouro, com um sardão de verde, animado, lampassado e armado de vermelho; em chefe, livro aberto de prata, encadernado de azul; em orla, ramo de oliveira de verde, frutado de negro e ramo de carrasco, de verde, com os pés passados em aspa e atados de vermelho. Coroa mural de prata de três torres (...)

Heráldica da Freguesia de Valhascos

BRASÃO: Armas - Escudo de ouro, duas mós de vermelho abertas do campo, alinhadas em faixa, entre três rosas heráldicas de vermelho, apontadas de verde e botonadas de prata, alinhadas em faixa, em chefe e uma couve arrancada de verde e realçada de negro, em ponta. Coroa mural de prata de três torres (...)

Heráldica do Município de Sardoal

O parecer da Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses foi aprovado em sessão da dita Comissão de Heráldica, em 20 de dezembro de 1935, tendo sido apresentado pelo seu Presidente Affonso Dornelas. (...)

Igreja da Misericórdia

A Igreja data do ano de 1370, quando D Segundo reza a história, a rainha D A capela original foi em 1551 substituída pela atual igreja. A imagem da Virgem da Misericórdia data do século XV, de uma altura em que doenças como a peste fizeram com que os cristãos pedissem proteção superior (...)

Lenda de Nossa Senhora dos Barbilongos

Diz a lenda que há muitos anos houve uma grande peste, que atingiu muitos moradores da aldeia de Andreus e que muitos morreram. No desespero causado pela doença, que era muito contagiosa, muitos dos doentes procuraram a proteção da Senhora dos Barbilongos, que ficava do outro lado da Ribeira do Vale Carvalho, num monte que fica à direita da estrada, como quem vai para o Carvalhal. (...)

Leonel de Parada Tavares

Filho de Francisco de Parada Estaço e de Maria Tavares, Leonel nasceu no Sardoal a 24-09-1600 Herdou o seu morgado o primo Baptista Pereira de Parada, cavaleiro da Ordem de Cristo e capitão-mor da vila de Marvão. (...)

O Sardoal: Boletim de Informação e Cultura da Câmara Municipal de Sardoal

O boletim O SARDOAL é editado desde 1999 e a sua designação foi escolhida de forma a espelhar o caracter amplo da mesma Entre 1982 e 1998 existirem alguns números de duas publicações que poderão ser vistas como os antecessores de O SARDOAL, tratava-se de o Boletim Municipal (1982-1994) e da Folha Informativa (1994-1997). (...)

Oratório de Arte Namban

Em 1670, D O Oratório de Nossa Senhora da Esperança, com Nossa Senhora e o menino ao colo, de madeira lacada de negro (uruxi), com decoração a ouro, parta e o colorido (maqui-e) (...)