Júlio Amaro
(1931 – 2007)


S/ título, óleo s/ tela,1991,
38,5 x 55 cm

Júlio Amaro nasceu na Abrançalha, Abrantes, em 1931, e faz a sua primeira exposição com 16 anos no Instituto Padre Oliveira. Como consequência dessa exposição é-lhe atribuído pelo Ministério do Interior uma Bolsa de Estudo em 1947.

Discípulo de Abílio Meireles e Mário Passos Reis, trabalhou com Stuart Carvalhais, Leitão de barros, Fred Kradolfer (exposição sobre trabalhos da Direção Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais, em São Paulo – Brasil) e Lino António (frescos da sala e do átrio do Tribunal de Guimarães).
Autor de contos e novelas editadas em várias publicações portuguesas. Escreveu as peças teatrais “Encontro com Ninguém” e “Nos ombros a bagatela”. Foi fundador e encenador do Grupo de Teatro Experimental “Início”.

De 1961 a 1969 trabalha como ilustrador na maior editorial portuguesa de banda desenhada. Executa sob autorização de Walt Disney muitos trabalhos inspirados nas suas famosas séries infantis.
Em 1970 trabalha em Paris nas Éditions Vaillant e Aventures et Voyages, ilustrando várias histórias de escritores belgas e franceses. Em 1983 funda o periódico “Crónica do Algarve”. Co-criou a Portart “Feira Internacional de Arte de Portimão” em 1991.

É autor do monumento a João Fernandes Leão, erigido na Venezuela, e do tríptico de Nossa Senhora do Amparo, da igreja do Amparo, em Portimão. Em 1993 é-lhe feita a outorga da distinção “Munícipe de Mérito” da cidade de Portimão pela sua ação no campo das artes plásticas no Algarve.
Colaborou, com as suas crónicas, na Rádio Costa d´Oiro e no jornal “Povo do Algarve” como ensaísta. Fundador do periódico “Crónica do Algarve” (1983) e da revista “Til” (2004), de que era editor.
Expôs várias vezes em Abrantes, nomeadamente na “Liga dos Amigos de Abrantes”, na Santa Casa da Misericórdia e na Galeria Municipal de Arte.
É considerado “Irmão de Honra” pela Santa Casa da Misericórdia de Abrantes.

(Portimão. Câmara Municipal de Portimão- Júlio Amaro 50 anos de Pintura- Portimão. Manuel Bento Serra. Dr. Manuel Silvério, 1997)

 In catálogo da Exposição - 100 ANOS DE ARTES PLÁSTICAS EM ABRANTES, 10 SETEMBRO A 21 OUTUBRO 2016, Município de Abrantes.

 

0
0
0
s2sdefault