Abrantes

Margarida Telheiro Azeredo

Nasceu em Abrantes, em 1987 Bibliografia: AZEREDO, Margarida Telheiro - Quando for Sol quero ser Lua In Exposição - 100 anos de autores abrantinos (...)

Maria Angelina Soares Traquina

Nasceu na Quinta de S Bibliografia: TRAQUINA, Maria Angelina Soares - Quietude In Exposição - 100 anos de autores abrantinos

Maria Carminda Roseiro

Nasceu na Vila de Caxarias - Ourém, em 1937 Bibliografia: ROSEIRO, Maria Carminda - Duas vidas.. ROSEIRO, Maria Carminda - Ser professor é… In Exposição - 100 anos de autores abrantinos (...)

Maria da Piedade Anselmo

Nasceu em Abrantes, em 1919 e faleceu em 2017 Bibliografia: ANSELMO, Maria da Piedade - As ondas da vida ANSELMO, Maria da Piedade - Sol poente In Exposição - 100 anos de autores abrantinos (...)

Maria de Lourdes Brandão de Mello

Nasceu em Lisboa em 1927 e faleceu em 2009 Bibliografia: MELLO, Maria de Lourdes Brandão de - A casa da barca MELLO, Tereza de - O coração não envelhece (...)

Maria de Lourdes Pintasilgo

Abrantina ímpar, cidadã universal (ou do mundo) Nasceu em Abrantes a 18 de janeiro de 1930 Foi a primeira mulher portuguesa a ser chefe de Governo (julho de 1979 a janeiro de 1980) e candidata a Presidente da República. (...)

Maria Helena Alho

Nasceu em Abrantes Bibliografia: ALHO, Maria Helena - País das maravilhas In Exposição - 100 anos de autores abrantinos

Maria José Chambel

Nasceu em Abrantes em 1937 Bibliografia: CHAMBEL, Maria José - Escrever na sombra In Exposição - 100 anos de autores abrantinos

Maria Lucília Moita

Maria Lucília Moita(1928 – 2011) S/ título, óleo s/ madeira 48 x 40 cm Maria Lucília Moita nasceu em Alcanena em 1928.De 1944 a 1946 teve lições com o pintor João Reis.Depois da primeira exposição individual na Sociedade Nacional de Belas Artes, em 1958, marcada pela pintura do seu mestre e dos pintores naturalistas da coleção Dr (...)

Maria Lucília Moita

Maria Lucília Moita nasceu em Alcanena em 1928 Embora longe dos grandes centros artísticos e culturais, teve meios para criar uma carreira artística, tornando-se numa personalidade cultural contemporânea e uma das pintoras mais conhecida e premiada. (...)

Maria Teresa Aparício

Nasceu em Abrantes em 1943. Tirou o Curso do Magistério Primário em Leiria É membro do Centro de Estudos de História Local de Abrantes, sendo diretora adjunta da revista Zahara. (...)

Mário Cordeiro

Mário Cordeiro (1950) Portugal – Brasil, Jogo de futebolTapeçaria - lã s/ tecido de linho, 2011, 110 x 73 cm Nasceu na freguesia de Santa Margarida, Constância, em 1950.Em 1952 veio para Abrantes, onde o pai exerceu durante 50 anos a profissão de encadernador.Em 1964 ganhou na Escola Secundária um Prémio Literário com um conto – O Contador de Histórias (...)

Mário Pissarra

Nasceu em Idanha-a-Nova a 16 de Maio de 1948 Em Outubro de 1973 toma posse como professor de Religião e Moral no antigo Liceu Nacional de Abrantes É coautor de manuais escolares e de uma proposta de programa de Filosofia para o Ensino Secundário e tem colaborações várias em revistas e colóquios no domínio da Filosofia e do ensino. (...)

Mário Rui Cordeiro

Nasceu em 1950, em Santa Margarida da Coutada, concelho de Constância Em 1971 exilou-se na Bélgica e França Escritor, poeta e pintor, fez diversas exposições em Abrantes, Sardoal, Tomar, Santarém e Lisboa. (...)

Mário Semedo

Nasceu em Abrantes em 1956 e faleceu em 2013. Teve uma carreira militar, dedicou-se ao jornalismo e à educação, tendo lecionado matemática durante vários anos. (...)

Matias Lopes Raposo

Nasceu em Mouriscas a 8 de novembro de 1891 e faleceu a 5 de maio de 1961. Foi professor do ensino primário, inicialmente em Rossio ao Sul do Tejo (1912) e depois em Mouriscas, até à sua aposentação (1947-48) (...)

Matilde Marçal

Matilde Marçal (1946) Elegias poéticas III óleo sobre tela, 130 x 89 cm Nasceu em Abrantes em 1946 Em 45 anos de atividade participou em múltiplas exposições coletivas no País e no Estrangeiro, das quais se destacam: Galeria Diário de Notícias, Lisboa (1971); V Bienal Internacional d ‘ Arte Ibiza, Espanha (1973); “Figuração – Hoje”, Sociedade Nacional de Belas-Artes (1975); “Gravura Portuguesa Contemporânea”, Centro Cultural da Fundação Calouste Gulbenkian, Paris, França (1975); “Gravura Portuguesa Contemporânea”, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (1978); Triennale Europeia d’ell Incisione, Grapo, Itália (1981); V Bienal Internacional de Bradford, Inglaterra (1982); III Bienal Europeia de Heidelberg, Alemanha (1982); VII Bienal Internacional de Gravura, Noruega (1984); “ Arte Portuguesa Contemporânea”, Jaditte Galleries, Nova York, USA (1987); European Large Format Print Making, Dublin, Irlanda (1991); ARTISTI SPA+A, Cá Pesaro, Museu d’Arte Moderna, Veneza (2009/2010). (...)

Maximino Chaves

Nasceu em Bornes, concelho de Vila Pouca de Aguiar Bibliografia: CHAVES, Maximino - Andanças, tribulações e reflexões em tempo de guerra: memórias de uma comissão de serviço em Moçambique: 1968 a 1971 (...)

Memorial da Forja

Me­mo­rial ao ar livre que mostra os uten­sí­lios uti­li­zados na forja da Me­ta­lúr­gica Du­arte Fer­reira, fa­zendo a re­cons­ti­tuição da ofi­cina de Edu­ardo Du­arte Fer­reira (...)